15 DE NOVEMBRO 

SOLICITE SEU INGRESSO

Como parte das comemorações dos 170 anos da visita do casal imperial, outubro de 2015 o Solar da Corte acolheu  as atividades da Sociedade Historica Desterrense. O cineasta Zeca Pires convidado para o evento entrevistou os figurantes caracterizados  com vestimentos da época que participaram da reconstrução das cenas históricas.

Sociedade Historica Desterrense

convescote Anacrônico

Reserve para sua entidade

Dom Pedro II aos  vinte anos de idade, em quadro de 1846  do pintor Rugendas.

Cafe Filosofico

Programação cultural em desenvolvimento para o Solar da Corte

Tarde do Autor

Sarau Literario

Artes Visuais  

Em 1840 o jovem Imperador Dom Pedro II, importou para o Brasil o primeiro daguerreótipo, aparelho inventado na frança para a produção de imagem sem negativo.   O seu interesse pela fotografia nos permite hoje conhecer a sua verdadeira aparência no ano de 1845, quando visitou a província de Santa Catarina, pouco semelhante à figura retratada no quadro do pintor  Rugendas.    Trata-se da  fotografia mais antiga de Dom Pedro II, aos vinte anos de idade.   Ao longo de sua vida, o Imperador sempre incentivou essa arte,  sendo  considerado o ``primeiro fotógrafo do  Brasil``

Music
Artes Cênicas

 

O Imperador Dom Pedro II era um homem de extraordinária cultura admirado pelos mais brilhantes cientistas e intelectuais do seu tempo.   Entre outros propósitos, o grande monarca acalentou o sonho de ver florescer uma identidade brasileira, e começou em plena juventude a tarefa de pacificação e unificação nacional,  elegendo para sua primeira longa viagem de 1845 as províncias revoltosas do Sul, após o fim da ``Guerra dos Farrapos``.   Escolheu como seu anfitrião um antigo adversário, o Coronel Joaquim Xavier Neves, hospedando-se na residência senhorial desse destacado político e militar catarinense.   O ``Solar da Corte`` hoje se propõe a narrar esses apaixonantes capítulos da história brasileira, acolhendo, como  espaço de cultura, produções cinematográficas e teatrais.

Música

 

A Imperatriz Dona Teresa Cristina, amada pelo povo como a ``Mãe dos Brasileiros``tinha grande sensibilidade artística, e entre outros talentos dominava a arte do canto.  O casal Imperial compartilhava o gosto pelos saraus, convivendo com artistas e escritores